Siga-nos:

Buscar
Vaga:

Blog

redes sociais

Empresas estão de olho nas redes sociais

Postado em: 14/01/2015
Compartilhar
0

Não é incomum ver muita gente perdendo o controle sobre o que posta nas redes sociais. Em 2014, por exemplo, durante o período eleitoral, o Twitter registrou 21,5 milhões de posts relacionados aos presidenciáveis, Dilma Rousseff e Aécio Neves. No mesmo período, crimes de ódio na internet cresceram 84%, de acordo com a Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos.

Diante desse cenário, a revista Você S/A elaborou uma matéria com algumas dicas de como evitar excessos nas redes sociais e, com isso, preservar a própria imagem e não se prejudicar profissionalmente. Um estudo recente, realizado por um site americano de recrutamento, mostrou que 51% dos 2138 mil empregadores entrevistados desistem de contratar um candidato após verificar suas postagens.

Fizemos um apanhado geral das principais dicas listadas na publicação. Leia abaixo e veja como preservar, ou melhorar, sua imagem na internet.

Lista de amigos: É preciso dividir a lista de amigos que se tem nas redes sociais. Nela há colegas de trabalho, amigos de infância, família, chefe, clientes. Cada grupo pede um tipo diferente de postagem. O Facebook, por exemplo, cria filtros e listas que podem ser aplicados aos posts. Desse modo, é possível postar a foto da festa do fim de semana para os íntimos e o texto corporativo para os amigos ligados ao círculo profissional.

Não seja impulsivo: Revisar antes de postar é uma dica valiosa. Tudo bem que a internet é veloz, mas não é por isso que tudo precisa ser postado na velocidade da luz, sem ler antes e corrigir o que estiver errado ou modificar opiniões inflexíveis.

Saiba reclamar: Reclamar todo mundo reclama, não tem jeito. Mas é preciso medir a dose. Passar o tempo inteiro reclamando de tudo e qualquer coisa nas redes sociais não é benéfico. Pessoas que estão sempre insatisfeitas com tudo não são vista com bons olhos pelos recrutadores.

Menos ostentação: Você pode postar aquela foto bacana da sua viagem de férias ou do passeio do fim de semana, mas não exagere na dose. Marketing pessoal exagerado não cola. Profissionais que se autopromovem assim dão a entender que não assumem falhas.

Pegue leve nas críticas às empresas: Todo o cliente lesado tem direito a ficar bravo e reclamar, mas desde que seja no lugar certo. Melhor falar sobre o problema com a empresa em sites voltados para reclamações. Por mais que esteja irritado, mantenha a cordialidade. Pode ser que, daqui um tempo, você pleiteie uma vaga na empresa com a qual brigou.

As piadas precisam ter limite: Até os mais bem-humorados precisam ter noção e não esquecer de que, às vezes, uma piada pode ofender. Avalie o tom das suas postagens e nunca faça comentários ofensivos disfarçados de piadas. As empresas valorizam quem saber lidar com a diversidade.

Conheça a rede social que você usa: Cada rede tem um perfil específico e o usuário precisa conhecê-lo. Não pega bem, por exemplo, fazer convites para festas no LinkedIn ou postar o currículo no Facebook.

Publique com moderação: Quem escreve demais e faz muitas publicações parece que está viciado, comportamento visto como prejudicial para a produtividade e muito mal visto pelos chefes.

Seja coerente: Não se esconda atrás da tela para criar uma pessoa que não existe. Seja online o que você é na vida real. As pessoas percebem a incoerência e ficam em dúvida sobre a sua personalidade.

Não existe anonimato online: Antes de postar qualquer coisa, pense se teria coragem de dizer aquilo pessoalmente. Na dúvida, não publique. Essa atitude demonstra maturidade e o entendimento de quem nem tudo pode ou deve ser dito ou publicado.

Controle suas emoções: Respire fundo antes de se manifestar sobre algum tema. Responder com classe a uma provocação, por exemplo, demonstra inteligência e impressiona as empresas.

Não fale sobre a sua empresa: Jamais comente problemas do seu trabalho na rede. Fazer isso não resolve e ainda complica a situação. Demonstra que o profissional não tem maturidade para chamar o chefe e resolver a situação internamente.

Tome cuidado com o modo de se expressar: Palavras mal interpretadas na internet podem gerar um grande mal-estar. Evite caixas altas, que são considerados gritos na internet.

Seja discreto: Se acontecer uma discussão com algum dos seus contatos, opte por conversar em particular com ele. Discrição na hora de resolver pendências é uma competência essencial em um momento de crise.

Leia a política de privacidade: As empresas têm regras claras para o uso das redes sociais no ambiente corporativo. Conheça as normas e cumpra.

Saia da bolha: As dinâmicas das redes contribuem para que apenas conteúdos parecidos com o que você posta apareçam na linha do tempo. Isso colabora para que as pessoas ignorem que existem opiniões diferentes. É importante valorizar as informações que não fazem parte do seu dia a dia.



0 Comentários

  • Seja o promeiro a comentar!